EFEBrasília

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, após se reunir com seu homólogo da Argentina, Maurício Macri, que pretende aperfeiçoar o Mercosul e fortalecer a relação com o país vizinho.

"O propósito é construir um Mercosul enxuto, que continue a fazer sentido e ter relevância", afirmou Bolsonaro em pronunciamento aos jornalistas ao lado de Macri.

Nesse sentido, o presidente ressaltou que é necessário "concluir rapidamente as negociações mais promissoras", em referência ao tratado de comércio discutido com a União Europeia (UE) há quase 20 anos.

"No plano interno, o Mercosul precisa valorizar sua tradição original: abertura comercial, redução de barreiras e eliminação de burocracias", acrescentou.

Bolsonaro ressaltou ainda seu desejo de "fortalecer" os laços com a Argentina, um dos principais parceiros econômicos do país, e expressou sua convicção de que as relações entre ambos países continuarão pelo caminho adequado.

O presidente destacou também o "esforço" de Macri para endireitar a maltratada economia argentina e ressaltou as reformas feitas tanto pelo Brasil como pela Argentina.

"As reformas econômicas que o Brasil e a Argentina estão levando adiante são fundamentais para revitalizar a troca entre ambos países", disse Bolsonaro, após assinar um acordo para acelerar as extradições entre os países.

Por fim, Bolsonaro ressaltou a relação "franca", sem "viés ideológico" e sem "tabus" entre ele e Macri, que se reuniram pela primeira vez desde que venceu as eleições de outubro com 55% dos votos.