EFESalvador

A secretária-geral ibero-americana, Rebeca Grysnpan, nomeou nesta quarta-feira Carlinhos Brown como novo Embaixador Ibero-americano da Cultura, em cerimônia realizada em Salvador.

Carlinhos é o primeiro artista brasileiro e o também o primeiro artista afrodescendente a receber este reconhecimento, compartilhando agora a honraria com personalidades como o cantor uruguaio Jorge Drexler e a escritora brasileira Nélida Piñon.

"Carlinhos Brown é uma representação do que significa Iberoamérica, a união das línguas, a união dos sons, a união das culturas. Ele representa isso", afirmou Grysnpan.

Como novo embaixador da Iberoamérica, Carlinhos aposta no diálogo para suprir as "deficiências" em vários setores na região.

"Temos a ferramenta da comunicação e um arquivo gigantesco de cultura que pode ser explorado e compartilhado. Temos 700 milhões de vozes que têm soluções dirigidas à coesão", ressaltou.

Grysnpan e Carlinhos Brown foram recebidos no bairro de Candeal pelo afoxé Filhos de Gandhy. A secretária visitou os projetos sociais promovidos pelo artista, como a Creche La Almudena; a Escola de Música da Pracatum, e o Museu du Ritmo, entre outros.

O título de Embaixador é concedido pela Secretaria Geral Ibero-americana (Segib), organização internacional que reúne 22 países da Iberoamérica e atua como único espaço oficial de convergência da região.

Os Embaixadores Ibero-americanos são destacadas personalidades do mundo da cultura, dos esportes, da música ou da literatura que representam os valores de cooperação, solidariedade e diversidade da Iberoamérica.