EFEMontevidéu

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos França, se reunirá nesta segunda-feira em Montevidéu com o chanceler do Uruguai, Francisco Bustillo, segundo fontes do governo uruguaio.

Apesar de a agenda não ter sido detalhada, as fontes confirmam que os ministros analisarão na reunião, que começará às 13h30 (horário de Brasília), vários assuntos da agenda econômica que afetam ambos os países.

O desejo expressado por Uruguai e Brasil em várias ocasiões aos seus parceiros no Mercosul, Argentina e Paraguai, de tornar o bloco mais flexível, e o recente anúncio do governo do presidente Luis Lacalle Pou de iniciar o caminho para um possível acordo de livre-comércio com a China, certamente serão discutidos.

Dias atrás, o chanceler uruguaio confirmou à imprensa que uma equipe supervisionada por ele e pela ministra de Economia e Finanças, Azucena Arbeleche, tinha iniciado os trabalhos prévios à negociação do acordo com o país asiático, anunciada em 7 de setembro por Lacalle Pou.

Bustillo e Arbeleche viajaram ao Brasil em junho e se reuniram com ministros brasileiros para compartilhar pontos de vista sobre assuntos da agenda em comum.

Também foram realizadas reuniões bilaterais entre os chanceleres dos países do Mercosul, o último na sexta-feira passada, entre o argentino Santiago Cafiero e o paraguaio Euclides Acevedo, que concordaram com a análise da tarifa externa comum.

Uma semana antes, França recebeu Cafiero em reunião na qual foi anunciado que Brasil e Argentina alcançaram o "consenso necessário" para uma redução de 10% na tarifa, o que foi um sinal de que diminuiu a tensão no bloco após divergências sobre a estratégia de abertura do comércio.

O processo de revisão da tarifa começou há dois anos e chega a um máximo de 35%, enquanto a taxa média aplicada é de 12%, em comparação com uma média global de 5,5%. EFE