EFEGirona (Espanha)

A diretora de teatro e dramaturga brasileira Christiane Jatahy apresentará nos dois próximos dias no festival Temporada Alta, na cidade de Girona, na Espanha, a peça "Entre Chien et Loup" ("Entre Cachorro e Lobo", em tradução livre), baseada no filme "Dogville", de Lars von Trier, e que critica o Brasil governado por Jair Bolsonaro.

Jatahy explicou que o objetivo da peça é "falar do fascismo" e do que define como "sua máscara, que faz com que não seja visto".

"No Brasil, me impressionou como não vimos o monstro, porque não tem cara de monstro. São as pessoas e uma ideia que confunde direitos com privilégios", analisou.

A diretora contou que a peça, a primeira de uma trilogia, é inspirada pelo atual governo brasileiro, porque se sentiu obrigada "a reagir" como artista.

Christiane Jatahy utiliza uma mescla de teatro e cinema que, neste caso, é executada por atores francófonos, por ser uma produção suíça, com exceção do papel principal, desempenhado pela brasileira Julia Bernat.

"É uma obra artística, mas também uma obra política", analisou Jatahy, que lança Bernat no papel de uma jovem mulher de uma classe privilegiada que se exila do Brasil para escapar do governo.

"Entre Chien et Loup" faz parte do ciclo Conexão Ibero-América do Temporada Alta, que conta com um projeto de cooperação territorial da União Europeia, o Pyrenart. EFE