EFERio de Janeiro

O volante Marcos Assunção, que vestiu diversas importantes camisas do futebol mundial, como de Santos, Flamengo, Roma, Palmeiras, entre outros, fez avaliação positiva da primeira fase da Copa América, se derreteu em elogios à seleção uruguaia e deu conselhos para Neymar.

"É uma boa Copa América, e não tem nenhum favorito. Não tem nenhuma seleção que podemos apontar que será campeã. Há muitas seleções boas", disse o ex-jogador, em entrevista concedida à Agência Efe, no evento de lançamento de uma fan zone da liga espanhola de futebol, em um shopping do Rio de Janeiro.

Assunção, que chegou a defender a seleção brasileira, disse acreditar que os pentacampeões atravessam momento de crescimento no torneio, disse gostar da Colômbia, mas não escondeu o encanto com os maiores campeões da competição continental de seleções.

"O Uruguai é uma seleção que eu gosto muito. Os uruguaios são aqueles jogadores que não se dão nunca por vencidos. Estão sempre lutando, sempre correndo atrás. Estão perdendo por 2 a 0, faltando cinco minutos e estão lutando para buscar o resultado", elogiou.

Sobre as dificuldades encontradas pelas donas das camisas mais "pesadas" do continente, Assunção entrou no antigo coro de que as distâncias com os adversários mais frágeis foram encurtados.

"O futebol está muito nivelado. Antigamente, jogávamos como Peru, Venezuela e tínhamos uma certa facilidade para jogar. Hoje, está muito nivelado. Outras seleções melhoraram muito tecnicamente e isso dificulta para seleções como Brasil e Argentina", disse.

Questionado sobre Neymar, que ficou fora da Copa América após sofrer lesão e de se tornar acusado de abuso sexual, Assunção, em tom de aconselhamento, falou da necessidade de voltar as atenções ao trabalho como jogador.

"Infelizmente, ele está passando por alguns problemas extra-campo, que precisa deixar as pessoas resolverem. Ele precisa pensar somente em jogar futebol, independente de onde vai jogar, em Paris ou em outro time. Tem que jogar e fazer o que faz de melhor", afirmou o ex-volante.

Indagado sobre uma possível volta do atacante ao Barcelona, Marcos Assunção admitiu que o ambiente no clube catalão poderia ser bom para Neymar, que estaria de malas prontas para deixar o Paris Saint-Germain, que defende há duas temporadas.

"Certamente, ao lado de Messi, Suárez, Piqué, acredito que irá voltar a jogar, voltará a estar feliz. Com todos esses problemas que está passando não somente com sua vida pessoal, mas profissional também, creio que em Barcelona estará mais feliz", disse.

O pentacampeão mundial com a seleção brasileira, Edmilson, também participou do evento na zona sul do Rio, falou sobre a chegada do atacante Rodrygo ao Real Madrid, e garantiu que o jovem está mais pronto que Vinicius Júnior, contratado há uma temporada pela clube.

"Acredito que Rodrygo está mais preparado do que Vinicius. Vinicius jogou muito pouco no Flamengo, e Rodrygo fez uma temporada quase inteira no Santos", avaliou o antigo volante do Barcelona.