EFESão Paulo

O brasileiro Mario Roberto Opice Leão, responsável pela área de corporate banking do Santander Brasil desde 2015, assumirá a presidência executiva do banco em 1º de janeiro de 2022, quando sucederá Sérgio Rial, informou a instituição nesta terça-feira.

Após quase sete anos à frente das operações brasileiras do Santander, Rial assumirá a presidência do conselho de administração do terceiro maior banco privado do país.

O posto de Sérgio Rial como chefe regional do grupo Santander para a América do Sul ficará com o atual vice-presidente de finanças, Carlos Rey de Vicente, de acordo com uma nota oficial divulgada pelo banco.

A presidente mundial do Santander, Ana Botín, disse em comunicado que Sérgio Rial e sua equipe contribuíram para a filial brasileira "se tornar um dos bancos mais lucrativos e eficientes da América do Sul, com uma forte história de inovação e foco no cliente".

Rial, por sua vez, enalteceu o trabalho realizado em conjunto com o conselho de administração para "garantir uma estratégia de sucessão sem rupturas" que permita ao banco "continuar a evoluir em relação ao sucesso alcançado nos últimos anos".

Mario Roberto Opice Leão é membro do comitê executivo do Santander há quatro anos, e no ano passado tornou-se responsável pelo segmento de empresas de médio porte do banco no país.

Formado em engenharia de produção e com mais de 25 anos de experiência no setor, Opice Leao ingressou no banco em 2015, e anteriormente ocupou posições de liderança na divisão de corporate e investment banking de Citibank, Goldman Sachs e Morgan Stanley.

Ele também fará parte do conselho de administração do Santander Brasil.

Rey de Vicente também é membro do comitê executivo do Santander Brasil e trabalhou com Rial no desenvolvimento e execução dos planos de crescimento do banco na América do Sul durante os últimos anos.

O próximo chefe regional do banco na América do Sul, que tem mais de 20 anos de experiência na América Latina, também trabalhou na Divisão América do grupo, conforme destacou o banco.