EFEMurcia (Espanha)

A Powertis, uma companhia que pertence à Soltec Power Holdings, anunciou nesta sexta-feira ter iniciado a construção das primeiras fábricas fotovoltaicas no Brasil, localizadas em Pedranópolis, em São Paulo, e em Araxá, em Minas Gerais, com 112,5 megawatts cada uma.

O projeto permitirá o abastecimento de energia elétrica anual para 230 mil residências que se localizam entre as duas unidades, além de evitar a emissão para a atmosfera de aproximadamente 350 mil toneladas de gás carbônico (CO2) por ano.

Além disso, será impulsionada a criação de mais de 2,8 mil postos de trabalho, fomentando o emprego nas comunidades locais e a inclusão de energias renováveis.

A Soltec (divisão industrial da Soltec Power Holdings) ficará encarregada por fornecer os seguidores solares que irão formar a central fotovoltaica, assim como para fornecer os respectivos serviços de montagem e construção.

O início da construção dos dois projetos acontece após acordos que a Powertis firmou no fim do ano passado com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em que foi aprovado o financiamento de R$ 191 milhões para a fábrica de Pedranópolis e de R$ 194 milhões para a de Araxá.

Segundo Raúl Morales, diretor-executivo da Soltec Power Holdings, o anúncio de hoje "reforça a posição do grupo no Brasil, "um mercado com grande potencial". No país, a sua cota de mercado da companhia é de 35,7%.

A Powertis conta com uma carteira de projetos de mais de 2 gigawatts, em distintas fases de desenvolvimento no mercado brasileiro.

A Soltec Power, fabricante de equipamentos completos de seguimento solar, está presente em 14 países de todo o mundo, entre eles cinco ina América Latina: Brasil, Argentina, Chile, México e Peru, além dos Estados Unidos.