EFESão Paulo

O banco espanhol Santander lançou nesta quarta-feira, no Brasil, um pacote que tem como objetivo apoiar e impulsionar o setor automotivo no pãís durante a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Parte da campanha “Banco do Auto”, as novas medidas, válidas a partir desta quarta-feira para os clientes do Santander, permitem a redução do valor das prestações de veículos financiados, o prolongamento dos prazos de pagamento sem alteração da taxa de juros inicial.

Além disso, a companhia disponibilizou, através de sua plataforma de negócios e soluções para o setor automotivo, Webmotors, um novo produto chamado Troca+Troco, que garante dinheiro na mão na troca de um veículo por outro de menor valor.

"Em um momento de crise sanitária que impacta gravemente o orçamento das famílias, tanto o refinanciamento quanto o Troca+Troco são soluções inteligentes para a pessoa que precisa de dinheiro rápido mas quer seguir com um carro ou moto na garagem, ainda que de menor valor”, explicou o diretor da Santander Financiamentos, André Novaes, em um comunicado difundido pelo banco.

“É um alongamento da dívida, ou uma redução momentânea no padrão do veículo, que vai significar um reforço importante para o bolso. E é algo que vai além da prorrogação de 60 dias no vencimento das faturas, que também estamos oferecendo aos clientes”, afirmou Novaes.

O Santander Brasil também colocou à disposição de seus clientes outro novo serviço batizado de Car Delivery, que possibilita que a escolha de um carro novo seja feita online, assim como a contratação do financiamento.

Os clientes também podem, através de videochamadas pela Webmotors, realizar visitas às lojas de automóveis, conhecer os veículos e receber orientações dos vendedores na hora da compra. Segundo o Santander, "essa é a única solução do mercado com essa funcionalidade, aproximando comprador e o vendedor em uma jornada 100% online" e a Hyundai é a primeira montadora a utilizar o serviço em suas concessionárias.

Nesse sentido, o CEO da Webmotors, Eduardo Jurcevic disse que só foi possível desenvolver este serviço porque o Santader acompanha de perto vendedores e compradores e conhece suas necessidades.

“Temos dedicado nossos esforços à busca de soluções inovadoras e criativas para apoiar nossos clientes e dar ritmo aos negócios no cenário atual", concluiu Jurcevic, de acordo com o comunicado.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou nesta quarta-feira que foram registradas mais 3.539 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva o total para 408.025.

Os casos de infecção aumentaram de ontem para hoje em 108.918, com isso, são 7,14 milhões desde o início da pandemia.

O Brasil, segundo as informações coletadas pela OMS, superou a marca de 700 mil casos e se tornou o segundo país com mais infecções pelo novo coronavírus, superando o Reino Unido e ficando atrás apenas dos Estados Unidos.