EFESão Paulo

São Paulo e a Alexandria do início do século XX, do poeta Konstantínos Kavafis, se mesclam em uma exposição fotográfica do espanhol Angel Torres, que será inaugurada nesta quinta-feira, no Instituto Cervantes, na capital paulista.

Torres ilustra na mostra "Y la ciudad te seguirá, Sao Paulo cidade", ângulos despercebidos dos arranha-céus e principais avenidas da populosa cidade, que tem 12 milhões de habitantes.

As 21 imagens, produzidas com técnicas pictóricas, são projetadas em vídeo e são apimentadas com versos do próprio artista e do grego Kavafis, que um século atrás retratou a agitada Alexandria, cidade portuária do Egito atual, onde o poeta nasceu.

A exposição busca "extrapolar o que pode ser a Alexandria do século XX, com a impressão que produzem as grandes megalópoles da atualidade", explicou Torres, na apresentação da mostra, que será exibida no site do Instituto Cervantes até o dia 13 de setembro.

"Obviamente, São Paulo é uma das grandes megalópoles do mundo, por direito adquirido. Se sentir assombrado por esta cidade onde você pode sentir que desperdiçou sua vida, pode estar vivente um século depois da experiência de Kafavis", disse o artista.

Segundo Marana Borges, curadora da exposição, a obra de Torres reflete uma "cidade opulenta, em chamas, espelho de si mesma, bloqueada por viadutos, passarelas, torres".

"Aquela que captura um grande guindaste, que estende seu braço sobre a cidade no pequeno pedaço de céu, que é deixado livre, é talvez uma das melhores peças. Tudo isso envolto numa espécie de névoa que evoca as ruínas que Kavafis sentiu quando contemplou Alexandria", disse Borges.

A curadora também destacou a montagem e a música do vídeo da mostra, ambas de autoria do espanhol José A. Gómez, pois "reforçam a ideia de repetição de uma cidade que te persegue". EFE

atc/bg

(foto)