EFEMadri

A Telefónica anunciou nesta sexta-feira que repassará para a Telxius 1.909 torres de telecomunicações no Brasil, em operação que gira em torno de R$ 641 milhões e que permite à filial da companhia espanhola duplicar a presença no mercado do país.

A operadora espanhola foi a responsável por divulgar o acordo da Telxius e a Vivo (Telefónica Brasil), que ainda está pendente de autorização dos órgãos reguladores.

Com a transação, a Telxius passaria a ter 3.850 equipamentos próprios em território brasileiro.

Cerca de 82% das torres vendidas estão em áreas urbanas (52% do total em São Paulo e Rio de Janeiro) e tem uma ocupação muito baixa - 1,1 operador por torre -, o que eleva o atratividade para as operadoras locais, que visam melhorar a cobertura e empregar a infraestrutura necessária para a tecnologia 5G.

Está previsto que a Telxius, criada pela Telefónica em 2016 para monetizar as torres que mantinha, financie com recursos próprios uma operação que inclui a compra de cerca de três mil equipamentos durante este ano, no Brasil, Peru, Chile e Espanha, e ainda construa 410 novas torres.

Assim, a empresa superará a marca de 20 mil instalações e ainda acumula uma lista de pedidos de mais de mil torres adicionais, de 13 clientes em seis países, de acordo com as informações divulgadas hoje pela Telefónica.

Esse crescimento é complementado por um aumento do número de operadores em cada torre, o que permite a Telxius aumentara receita em 8,8% nos nove primeiros meses deste ano.