Instituto CyberPeace Vai Apoiar as Vítimas Afetadas pela Escalada de Conflitos no CiberespaçoCriado para lidar com o crescente impacto de grandes ataques cibernéticos, o Instituto CyberPeace vai ajudar as comunidades vulneráveis, promover a transparência e fazer avançar as discussões globais sobre o comportamento aceitável no ciberespaço.

PR Newswire

GENEBRA, 26 de setembro de 2019

GENEBRA, 26 de setembro de 2019 /PRNewswire/ -- O dia de hoje estabelece um novo marco nos esforços globais para a redução de conflitos e a promoção de paz e estabilidade no ciberespaço, com o anúncio da criação do Instituto CyberPeace, uma ONG independente criada para lidar com o crescente impacto de grandes ataques cibernéticos. 

Para cumprir sua missão, o Instituto CyberPeace irá concentrar os seus meios de ação em três ações fundamentais:

  1. Assistência:  Coordenar os esforços de recuperação para as vítimas de ciberataques mais vulneráveis e ajudar as comunidades e organizações vulneráveis a tornarem-se mais resistentes a ataques.
  2. Responsabilização: Facilitar a análise, pesquisa e investigação coletivas de ataques cibernéticos, incluindo a avaliação dos seus danos, e garantir uma maior transparência para o problema, para que todos tenham melhores dados para elucidar a ação.
  3. Promoção: Promover os comportamentos positivos e responsáveis no ciberespaço, através do reforço e promoção da adesão e da conformidade com as leis e normas internacionais.
Os ciberataques estão causando cada vez maior dano às pessoas e às infraestruturas civis em todo o mundo. Os ataques mais prejudiciais destruíram empresas, pararam economias e encerraram hospitais. Mais recentemente, ciberataques colocaram offline serviços de governos locais e ameaçaram redes de energia e infraestruturas eleitorais. 

Stéphane Duguin, atualmente chefe da Unidade da UE de Sinalização de Conteúdos na Internet no âmbito da Europol, e decisivo na criação de Centro Europeu de Cibercriminalidade (EC3) da Europol, vai liderar o Instituto CyberPeace como seu Chief Executive Officer. Marietje Schaake, que foi até recentemente membro do Parlamento Europeu, assumirá as funções de Presidente do Instituto CyberPeace e Presidente do Conselho Consultivo.  Além disso, ela foi recentemente admitida no Cyber Policy Center da Universidade de Stanford e em seu Instituto de Inteligência Artificial Centrado no Ser Humano (Institute for Human-Centered Artificial Intelligence).

 "As perturbações globais causadas por ciberataques são os sintomas de uma ameaça insidiosa contra os civis em tempos de paz" afirma Duguin. "Precisamos de soluções concretas para aumentar a resiliência entre as comunidades vulneráveis, para lançar luz sobre a atividade maliciosa dos atacantes e para informar qual o comportamento responsável no ciberespaço. Estou ansioso por liderar o Instituto CyberPeace no sentido de atingir esses objetivos, e por engajar os acadêmicos, a sociedade civil, os governos e a indústria em uma busca coletiva de paz no ciberespaço".

"Os civis correm cada vez maior risco de serem alvo dos ataques cibernéticos que continuam a aumentar entre estados e igualmente entre atores não estatais.  Precisamos inverter a escalada, e foco na paz no ciberespaço. Estou ansiosa por contribuir para essa agenda global urgente, enquanto Presidente do Instituto CyberPeace", diz Schaake.

Um conselho executivo de 8 membros e um conselho consultivo com 14 elementos, composto por ilustres peritos globais em cibersegurança, direito internacional, direitos humanos e assuntos internacionais fornecerá orientação ao Instituto para alcançar seus objetivos.

Nos próximos meses, o Instituto CyberPeace irá contratar e se reunir com especialistas e partes interessadas para executar sua missão. O objetivo será forjar parcerias em todo o mundo com o setor público e privado, a sociedade civil e as universidades.

Os financiadores iniciais do Instituto são a Mastercard, a Microsoft e a Hewlett Foundation, com o apoio adicional de outras grandes corporações e instituições filantrópicas.

Saiba mais sobre o Instituto em www.cyberpeaceinstitute.org

Notas ao Editor:

Os membros do Conselho Executivo do Instituto Cyberpeace são:

  • Alejandro Becerra Gonzalez, Diretor Global de Segurança da Informação, Telefonica
  • Khoo Boon Hui, ex-Presidente, Interpol
  • Merle Maigre, Vice-Presidente Executiva de Relações Governamentais da CybExer Technologies
  • Alexander Niejelow, Vice-Presidente Sênior, Coordenação e Sensibilização de Cibersegurança, Mastercard
  • Anne-Marie Slaughter, CEO de New America
  • Brad Smith, Presidente, Microsoft
  • Eli Sugarman, Diretor de Programa, Cyber Initiative, Hewlett Foundation
  • Martin Vetterli, Presidente, Escola Politécnica Federal de Lausana, EPFL
Os membros do Conselho Consultivo do Instituto Cyberpeace são:

  • Sunil Abraham, Diretor Executivo, Centre for Internet and Society
  • Cheryl Carolus, Cofundadora, Peotona Capital
  • Ron Deibert, Diretor, The Citizen Lab
  • Niva Elkin-Koren, Diretora e fundadora, Haifa Center for Law and Technology; Codiretora, Center for Cyber, Law and Policy
  • Jen Ellis, Vice-Presidente de Assuntos Comunitários e Públicos, Rapid7
  • Vasu Gounden, Diretor Executivo, African Centre for the Constructive Resolution of Disputes
  • Fergus Hanson, Diretor do Centro Internacional de Política Cibernética, Australian Strategic Policy Institute
  • Chung Min Lee, Presidente do Conselho Consultivo do Instituto Internacional de Estudos Estratégicos (International Institute for Strategic Studies)
  • Joseph S. Nye Jr., Professor Emérito e com Serviços Distintos à Universidade e ex-Reitor da Kennedy School of Government da Universidade de Harvard
  • Luisa Parraguez, Professora de Segurança Internacional e Assuntos Globais, Tecnológico de Monterrey
  • Jamie Shea, Professor de estratégia e segurança, Universidade de Exeter
  • Michael Schmitt, Professor de Direito Internacional, Universidade de Exeter
  • Danny Sriskandarajah, Diretor Executivo (CEO), OXFAM GB
  • Luis Videgaray Caso, Professor adjunto no MIT, ex-Secretário das Relações Exteriores do México
FONTE CyberPeace Institute