David Hertz, cofundador e presidente da Gastromotiva, recebe Prêmio Charles Bronfman de 2019

/* Style Definitions */

span.prnews_span

{

font-size:8pt;

font-family:"Arial";

color:black;

}

a.prnews_a

{

color:blue;

}

li.prnews_li

{

font-size:8pt;

font-family:"Arial";

color:black;

}

p.prnews_p

{

font-size:0.62em;

font-family:"Arial";

color:black;

margin:0in;

}

David Hertz, cofundador e presidente da Gastromotiva, recebe Prêmio Charles Bronfman de 2019PR NewswireNOVA YORK, 5 de setembro de 2019NOVA YORK, 5 de setembro de 2019 /PRNewswire/ -- O chef e empreendedor social brasileiro David Hertz, pioneiro em um modelo de uso de alimentos para melhorar a vida de pessoas de baixa renda, é o ganhador do Prêmio Charles Bronfman de 2019. Em 2006, Hertz foi um dos fundadores da Gastromotiva, uma organização sociogastronômica brasileira que combate o desemprego e a desigualdade social e usa o desperdício de alimentos para "criar oportunidades para quem vive à margem da sociedade". O Prêmio Charles Bronfman é uma premiação anual de US$ 100 mil para um filantropo com menos de 50 anos cujo trabalho inovador e orientado por valores judaicos tenha melhorado significativamente o mundo. Foi criado por Ellen Bronfman Hauptman e Stephen Bronfman com seus respectivos cônjuges, Andrew Hauptman e Claudine Blondin Bronfman, para honrar seu pai em seu 70º aniversário."Temos o privilégio de honrar o David para ajudar a amplificar seu importante trabalho", disse Ellen Bronfman Hauptman. "Ele ocupa seu lugar entre os laureados excepcionais que resolveram problemas cruciais com soluções transformadoras."A experiência de Hertz em uma cozinha kibutz quando tinha 18 anos iniciou uma jornada que o inspirou a desenvolver projetos para ajudar os jovens e os vulneráveis."É uma tremenda honra receber o Prémio Charles Bronfman", exclamou Hertz. "Eu me sinto responsável por representar os empreendedores sociais que promovem valores judaicos para além da nossa comunidade, aumentando o conhecimento sobre como os alimentos e a gastronomia social abordam as questões prementes de nosso planeta e transcendem geografia, classe, origem e religião." O trabalho de Hertz responde a uma necessidade crucial. "Enquanto um terço dos alimentos é desperdiçado", observa, "temos um bilhão de pessoas vivendo com fome crônica e 200 milhões de trabalhadores desempregados em todo o mundo." A Gastromotiva oferece uma solução: "aulas vocacionais gratuitas de nutrição, de empreendedorismo e de treinamento em cozinha no Brasil, em El Salvador, na África do Sul e no México, e estamos nos expandindo".Durante os Jogos Olímpicos de 2016, Hertz abriu o Refettorio Gastromotiva com o chef Massimo Botura e a jornalista Alexandra Forbes no bairro carioca da Lapa. Esta escola e restaurante de culinária sem desperdício de comida ensina alunos de baixa renda a preparar "refeições deliciosas e saudáveis com as sobras que iriam para o lixo" e as serve para populações vulneráveis, muitas vezes sem teto, "em um espaço acolhedor que encoraja o companheirismo". A indicação de Hertz foi feita por Devry Boughner Vorwerk, companheiro da instituição Young Global Leaders e ex-vice-presidente da Cargill. "O David pegou algo que poderia continuar sendo um pequeno esforço comunitário e fez a conexão com um movimento global", escreveu."Estou muito contente por os juízes terem escolhido David Hertz", declarou Charles Bronfman. "As inovações dele na eliminação da fome e na promoção da dignidade têm um impacto global."Contato: Martin Irom, martinirom@gmail.com Foto - https://mma.prnewswire.com/media/969462/Charles_Bronfman_Prize_David_Hertz.jpgLogo - https://mma.prnewswire.com/media/737642/The_Charles_Bronfman_Prize_Logo.jpgFONTE The Charles Bronfman Prize