EFEPlaya del Carmen (México)

O ator mexicano Diego Luna ganhou o Prêmio Platino de melhor interpretação masculina de série de televisão pela sua participação em "Narcos: o México", em cerimônia realizada neste domingo na Riviera Maya, no México.

Luna não pôde participar da festa por questões de trabalho, mas o seu companheiro de elenco Tenoch Huerta leu uma mensagem do ator no qual dedicou o prêmio àqueles que trabalham para "viver na realidade" e para "viver em um lugar mais inclusivo e mais justo".

Além disso, Luna disse ter sido "uma sorte" estar no elenco desta ficção com "um grupo tão talentoso que dá vida a esta série criando personagens memoráveis".

Luna (Cidade do México, 1979) é um dos atores mexicanos mais reconhecidos do momento, o qual ficou famoso internacionalmente graças à sua participação na filme "Star Wars" (2016).

Além disso, se expressa a favor de causas sociais do México junto com seu colega de profissão e amigo Gael García Bernal.

"Narcos: México", série produzida pela Netflix, aborda o tráfico de drogas no México como o "spin-off" da série "Narcos", que retratava a vida e morte do narcotraficante colombiano Pablo Escobar.

A cerimônia da sexta edição do Platino aconteceu no Teatro Gran Tlachco, no Parque Eco-arqueológico Xcaret, em Playa del Carmen, mesmo local do ano passado. Esta é a primeira vez que a organização repete o local escolhido.

O Prêmio Platino é organizado pela Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Audiovisuais da Espanha (Egeda) e pela Federação Ibero-americana de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais (Fipca), com o intuito de promover o cinema ibero-americano. EFE

er/ma

(foto)