EFELondres

A atriz Emma Watson participou do lançamento de uma linha de telefone para mulheres que sofrem assédio sexual no trabalho no Reino Unido, onde uma em cada duas afirma ter vivido este problema.

Emma, que é ativista do Time's Up - movimento que luta contra o assédio sexual -, classificou como "absolutamente surpreendente" que este seja o primeiro canal do tipo na Inglaterra e no País de Gales. O serviço é gratuito e foi criado a partir de doações de pessoas comuns e famosos, como a estrela de cinema.

A medida tem como objetivo oferecer aconselhamento jurídico, através da fundação "Rights of Women", às mulheres que são assediadas dentro do ambiente de trabalho.

"Parece que as pessoas finalmente estão percebendo o tamanho do problema. Acredito que com todas as ações que estão sendo feitas vejamos um novo clima de prevenção. Conhecer quais são os seus direitos, como poder enfrentar a questão e as opções que tem se sofrer um assédio são partes fundamentais para criar locais de trabalho seguros para todos. Esta linha de ajuda é um grande passo para garantir que todas as mulheres recebem apoio", explicou a atriz no site do "Rights of Women".