EFENova York

A esposa do produtor de Hollywood Harvey Weinstein, Georgina Chapman, decidiu se separar de seu marido depois que numerosas acusações de assédio sexual contra ele vieram à tona na imprensa.

"Meu coração está partido por todas as mulheres que sofreram uma dor tremenda por estas ações imperdoáveis. Decidi deixar meu marido", disse Georgina, em um breve depoimento à revista "People".

A estilista de 41 anos e Weinstein, de 65, se casaram em 2007 e têm dois filhos, um de 7 e outro de 4 anos.

Além disso, o produtor de cinema tem outros três filhos de um casamento anterior.

Até agora, Georgina tinha guardado silêncio desde que o jornal "The New York Times" revelou na semana passada o histórico de supostos casos de assédio sexual protagonizados durante décadas por Weinstein.

Em sua declaração à "People", Georgina assegurou que sua prioridade agora é cuidar de seus filhos e pediu respeito a sua privacidade.

Inicialmente, Weinstein disse ter discutido as acusações de assédio com sua mulher e assegurou que ela estava "100%" ao lado dele e o ajudando a se tornar "uma pessoa melhor".

Após a publicação da matéria pelo "NYT", na qual o jornal citava os depoimentos de várias vítimas do produtor, atrizes como Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e a Asia Argento denunciaram que também sofreram assédio do cofundador dos estúdios Miramax e The Weinstein Company (TWC). Em resposta ao escândalo, a TWC anunciou a demissão do produtor.