EFEMiami

O rapper americano Lil Wayne foi expulso nesta terça-feira de um avião privado no aeroporto de Fort Lauderdale, na Flórida, por acender um cigarro de maconha minutos depois do decolagem.

O piloto do avião, que teve que voltar, tinha advertido o artista que o consumo da substância não estava permitido durante o voo, informou o site "TMZ".

No entanto, Wayne ignorou a advertência e acendeu o baseado junto com seu grupo de amigos.

O piloto, que não foi identificado, ficou incomodado com a situação e 17 minutos depois da decolagem retornou ao aeroporto de Fort Lauderdale, e Wayne foi obrigado a descer do avião.

O cantor, ganhador de quatro Grammy, tem uma passagem pela prisão após ser condenado por posse ilegal de armas, por ter sido flagrado com uma arma carregada no ônibus em que fazia sua tour em 2007.

Nascido em Nova Orleans, Louisiana, Lil Wayne vive em Miami.