EFEParis

O ator Michel Piccoli, considerado um dos grandes nomes do cinema da França, morreu no último dia 12, aos 94 anos de idade, confirmou a família nesta segunda-feira à imprensa local.

Autor de papéis inesquecíveis em clássicos do cinema, como "O Desprezo", de Jean-Luc Godard, "A Bela de Dia", de Luis Buñuel, e "A Comilança" de Marco Ferreri, Piccoli morreu de um acidente vascular cerebral, segundo declaração familiar enviada à agência de notícias "AFP".

Também produtor, diretor e roteirista, deixou uma trilha de 200 produções em uma carreira de mais de 70 anos, além de trabalho em televisão e teatro. Conquistou uma série de prêmios, incluindo o de melhor intérprete masculino no Festival de Cannes de 1980 pela atuação em "Salto nel vuoto", de Marco Bellocchio.

Nascido em Paris em 27 de dezembro de 1925, filho de um violinista suíço, Piccoli estreou nas telonas aos 20 anos, em uma breve aparição em "Sortilèges", de Christian-Jaque. No entanto, só desempenhou um papel principal quatro anos depois, em "Le point du jour", de Louis Daquin. EFE

lmpg/dr