EFECannes (França)

Antes da estreia de "Era uma vez em Hollywood" no Festival de Cannes, onde é um dos filmes mais aguardados, o diretor Quentin Tarantino pediu em carta publicada nesta segunda-feira que ninguém revelasse nada que pudesse impedir os espectadores de desfrutar plenamente de seu novo projeto.

O filme, com estreia em sessão marcada para amanhã, será apresentado à imprensa um dia depois. E hoje, no Instagram, o festival divulgou uma carta de Tarantino destinada a todas as pessoas que estão em Cannes.

"Adoro cinema. Vocês adoram cinema, É uma viagem para descobrir uma história pela primeira vez. Desejo compartilhar 'Era uma vez em Hollywood' com a audiência do festival", afirmou Tarantino, que lembrou também que sua equipe trabalhou duro para criar "algo original".

"Só peço que as pessoas evitem revelar algo que possa impedir outros espectadores de ter a experiência de ver o filme da mesma forma", diz a mensagem.

O filme, que retrata Hollywood em 1969, é protagonizado por um astro de televisão, Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e seu dublê, Cliff Booth (Brad Pitt), com os aterrorizantes assassinatos de Charles Manson como pano de fundo.

Margot Robbie, James Marsden, Dakota Fanning, Al Pacino, Kurt Russell e o recentemente falecido Luke Perry completam o estrelado elenco.