EFELisboa

O Benfica anunciou nesta terça-feira que o auxiliar Nélson Veríssimo permanecerá no comando da equipe até o fim da temporada, em meio a especulações de que Jorge Jesus, do Flamengo, será o próximo técnico efetivo do clube.

O profissional estava interinamente na função desde o último dia 29, quando Bruno Lage foi demitido. Na estreia, três dias atrás, Veríssimo trabalhou na vitória dos Encarnados sobre o Boavista por 3 a 1.

A partir de agora, o ex-auxiliar, de 43 anos, liderará oficialmente a comissão técnica que contará com Minervino Pietra, Marco Pedroso e Fernando Ferreira.

Faltando quatro rodadas para o fim do Campeonato Português, o Benfica está na segunda posição, com 67 pontos, oito a menos que o Porto, que lidera a competição.

Enquanto confirma o treinador para o fim da temporada 2019-2020, os Encarnados seguem buscando o próximo comandante da equipe, que segundo o jornal "Correio da Manhã", deve ser Jorge Jesus, atualmente no Flamengo.

De acordo com a publicação, o "Mister" já tem um acordo verbal com o Benfica, e o acerto definitivo aconteceria após o término do Campeonato Carioca, que pode ser nesta quarta-feira, se o Rubro-Negro superar o Fluminense, na final da Taça Rio.

Segundo a apuração do "Correio da Manhã", Jesus recebeu uma proposta salarial anual de 7 milhões de euros (R$ 42 milhões) brutos.