EFESão Paulo

O espanhol Fernando Alonso, que se despedirá da McLaren ao término da temporada, assim como o belga Stoffel Vandoorne, disse acreditar que o clima na escuderia terá "mais alegria que tristeza" nas últimas duas corridas do ano, os Grandes Prêmios do Brasil e de Abu Dhabi.

"No geral, acho que serão duas corridas com mais alegria que tristeza, e espero que com bons resultados também", comentou o piloto espanhol em entrevista coletiva no circuito de Interlagos, palco da corrida do próximo domingo.

Na opinião de Alonso, há um "ambiente muito bom" na equipe e "bastante otimismo em relação ao ano que vem", quando a dupla de pilotos sera formada pelo espanhol Carlos Sainz e o britânico Lando Norris.

"Sabemos que o carro do ano passado era muito bom, com um ótimo chassi. Neste ano levamos a pior em algumas decisões no início de ano, mas recuperamos o rumo, então há otimismo para o ano que vem", explicou o bicampeão mundial, que não disputará a principal categoria do automobilismo em 2019.

Alonso ressaltou que guardará boas lembranças do GP do Brasil. Foi no autódromo de Interlagos que o espanhol conquistou os títulos em 2005 e 2006.

"Inclusive em 2003, quando acabei no hospital (devido a um acidente), foi uma boa lembrança do fim de semana. Então vou tentar fazer uma boa despedida aqui também", expressou.

De acordo com o piloto, o circuito brasileiro "normalmente oferece possibilidades", sempre com um "clima em transformação durante sábado e domingo", o resulta em "corridas interessantes".

"É um circuito bastante divertido de se pilotar. Tem muitas mudanças de desnível, e isso costuma ser emocionante", argumentou.