EFENova York

As companhias aéreas americanas United e American Airlines suspenderam os voos com destino e origem em Hong Kong, após as autoridades da região anunciarem que a tripulação de todos os voos deve ser submetida a testes de coronavírus.

"Temos feito ajustes regulares em nossa agenda para atender à demanda e consideramos uma variedade de fatores, incluindo restrições de viagem ou requisitos de entrada para tomar decisões", explicou a American Airlines, que tinha se programado para retomar os voos para Hong Kong nesta semana.

De acordo com o sindicato da companhia aérea, a Allied Pilots Association (APA), os voos foram suspensos até 5 de agosto em resposta ao anúncio de que os testes de coronavírus no aeroporto de Hong Kong serão obrigatório tanto para os passageiros como para a tripulação.

"O vice-presidente da APA Patrick O'Rourke enviou uma mensagem a todos os membros assegurando que a administração suspendeu todos os voos para Hong Kong até 5 de agosto. A APA entrou em contato com a administração após saber que o Centro de Proteção à Saúde de Hong Kong havia pedido testes obrigatórios da Covid-19 para todos os viajantes, incluindo passageiros e tripulação", diz a nota do sindicato.

A United Airlines também informou que suspenderá os voos até 10 de julho enquanto estuda como essas medidas afetarão suas operações futuras.