EFEPlaya del Carmen (México)

A série espanhola "Arde Madrid" ganhou o Prêmio Platino de melhor minissérie ou série de televisão, na sexta edição destes prêmios do cinema ibero-americano, em cerimônia realizada neste domingo na Riviera Maya, no México.

"Este projeto foi difícil e intenso, mas também gratificante. Obrigado à Movistar+, isto demonstra que há vida depois da Netflix", disse Paco León, diretor da série junto com Anna R. Costa, ao receber a estatueta.

"Arde Madrid" é uma série produzida em 2018 pela Movistar+, que foi muito bem recebida pelo público e crítica, mas da qual recentemente se soube que não vai haver segunda temporada por decisão dos próprios criadores.

Entre seu elenco estão alguns dos atores jovens que mais fazem sucesso na Espanha, como Inma Cuesta, Paco León e Anna Castillo.

A produção narra a vida da atriz Ava Gadner durante sua residência em Madri nos anos 60, a partir da visão de seus empregados domésticos, o que reflete a vida madrilena daquela época, na qual, apesar da perseguição do franquismo, existia a "Dolce Vita" para os artistas estrangeiros.

A cerimônia da sexta edição do Platino aconteceu no Teatro Gran Tlachco, no Parque Eco-arqueológico Xcaret, em Playa del Carmen, mesmo local do ano passado. Esta é a primeira vez que a organização repete o local escolhido.

O Prêmio Platino é organizado pela Entidade de Gestão de Direitos dos Produtores Audiovisuais da Espanha (Egeda) e pela Federação Ibero-americana de Produtores Cinematográficos e Audiovisuais (Fipca), com o intuito de promover o cinema ibero-americano. EFE

ia-er/ma

(foto) (vídeo)