EFEMadri

Ex-capitão da seleção espanhola, o goleiro Iker Casillas anunciou oficialmente nesta segunda-feira sua candidatura à presidência da Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

"Sim, vou me apresentar à presidência da RFEF quando as eleições forem convocadas. Juntos, colocaremos nossa Federação na altura do melhor futebol do mundo: o da Espanha", escreveu no Twitter o experiente goleiro de 38 anos.

Casillas disse já ter comunicado sua intenção a diretoria do Porto, seu atual clube, dando a entender que esta é a sua última temporada como jogador profissional.

"Informei o presidente do meu clube, o FC Porto, desta decisão, a quem só posso expressar a minha profunda gratidão", disse o goleiro, campeão mundial com a Fúria em 2010.

No momento, não se sabe quando as eleições serão realizadas, já que também se soube na semana passada que o Conselho Superior dos Esportes (CSD) havia enviado uma carta à Procuradoria do Estado para expressar sua opinião sobre se deve ou não solicitar um novo relatório ao Tribunal Administrativo do Esporte (TAD) sobre o adiantamento eleitoral solicitado pela RFEF, atualmente presidida por Luis Rubiales.

Essa ação ocorreu devido, conforme relatado pela CSD, porque as segundas alegações enviadas a este órgão por Rubiales incluem "circunstâncias novas e supervenientes sobre as quais o TAD não pôde se pronunciar na época, pois não havia ocorrido".

Luis Rubiales, que chegou à presidência da RFEF em maio de 2018 após vencer Juan Luis Larrea por 80 votos contra 55, tentará a reeleição. EFE

jap/phg