EFESanta Marta (Colômbia)

A Colômbia iniciou nesta sexta-feira o processo para incluir o Sistema de Conhecimento Ancestral dos povos indígenas Kogui, Wiwa, Arhuaco e Kankuamo, que vivem na Serra Nevada de Santa Marta, na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade da Unesco.

Para a inscrição, foi realizada uma cerimônia espiritual no espaço sagrado Mamatukkuanen, localizado na Quinta de San Pedro Alejandrino, na cidade de Santa Marta, no norte da Colômbia. O ritual teve a participação de autoridades locais e nacionais, além de representantes das comunidades indígenas.

Com a nomeação, a Colômbia está progredindo em sua tentativa de fortalecer os mecanismos para preservar essa manifestação cultural desenvolvida ao longo dos séculos pelos guardiões da Serra Nevada, reconhecida como o "coração do mundo" e designada pela Unesco desde 1974 como uma reserva da biosfera.

A iniciativa também busca melhorar a qualidade de vida de mais de 200 mil habitantes da Serra, bem como a promoção do patrimônio cultural intangível como uma forma valiosa de entender o território e o cuidado com o meio ambiente.

A Unesco terá dois anos para avaliar cada um dos pontos que compõem o dossiê e para solicitar, se necessário, informações adicionais. Em dezembro de 2022, será anunciado se o Sistema será ou não incluído na lista.