EFESão Paulo

O meia Philippe Coutinho, autor dos dois primeiros gols da seleção brasileira na vitória por 3 a 0 sobre a Bolívia na estreia da Copa América, afirmou após o jogo da noite de sexta-feira que a equipe terá que compensar a ausência de Neymar - cortado por conta de uma lesão no tornozelo direito - com o jogo coletivo.

"O Neymar é necessário em qualquer seleção do mundo. É um grande jogador, uma grande pessoa. Temos que suprir sua ausência com o coletivo", afirmou o jogador, em entrevista após a partida realizada no estádio do Morumbi, em São Paulo.

Além do jogador do Barcelona, o atacante Éverton, do Grêmio, balançou as redes para o Brasil. Todos os gols saíram no segundo tempo, após uma primeira etapa que não agradou os torcedores, que vaiaram a equipe na saída para o intervalo.

No entanto, Coutinho se disse "feliz" por ter conseguido marcar duas vezes e "ter ajudado a equipe", e agradeceu também a assistência de luxo feita pelo atacante Roberto Firmino para o seu segundo gol da noite.

"Firmino me deu um grande passe que foi 90% do gol. Saímos muito felizes pelo resultado na estreia".

Sobre as dificuldades para superar a defesa boliviana, o meia afirmou foi o adversário "muito difícil" e que por se tratar da estreia, a partida foi "ainda mais complicada".

"Estreias são sempre difíceis por causa do nervosismo. Mas fizemos um grande segundo tempo, merecemos a vitória e saímos felizes daqui", encerrou.

Na próxima terça-feira, o Brasil enfrentará a Venezuela na Arena Fonte Nova, em Salvador, e terminará sua participação no grupo A novamente em São Paulo, desta vez na Arena Corinthians, contra o Peru.