EFEHavana

Cuba confirmou nesta quarta-feira novos 57 casos da Covid-19 - nove a mais que ontem -, além de manter 1.479 pessoas isoladas preventivamente em unidades de saúde e não detectar, até o momento, alguma transmissão local da doença, segundo o relatório diário do Ministério da Saúde Pública cubano (Minsap).

Dos 54 pacientes internados, dois permanecem em estado crítico com acompanhamento permanente, enquanto um turista italiano de 71 anos que ontem estava em estado grave, evoluiu "satisfatoriamente" e está estável, segundo o relatório oficial.

Os novos casos diagnosticados variam de 32 a 78 anos. Destes, quatro são cidadãos cubanos que viajaram para os Estados Unidos, México, Equador e Espanha, e um cubano que manteve contato com um paciente cuja fonte de infecção era um grupo de turistas italianos.

O restante são dois turistas franceses, uma croata procedente da Alemanha e um colombiano residente em Havana, que regressara do Equador.

Todos os pacientes apresentam evolução clínica estável, assegura o Minsap.

Segundo dados oficiais, a ilha já realizou 738 testes para detectar o novo coronavírus, dos quais "a maioria é positiva para a gripe A", explicou à imprensa o diretor de epidemiologia do Ministério, Francisco Durán.