EFEValladolid (Espanha)

O ex-jogador brasileiro Ronaldo, atual presidente do Valladolid, defendeu, em carta que veio à tona nesta quarta-feira, a alteração do escudo do clube recém-ascendido à primeira divisão do Campeonato Espanhol, o que gerou críticas de torcedores.

"Em todo o processo de mudança, tivemos um cuidado como eu nunca tinha visto em lugar algum, uma atenção a cada detalhe da história e um respeito a tudo o que representa o símbolo máximo deste clube único", indicou o dirigente, em documento dirigido aos 18.017 sócios da entidade esportiva.

O novo escudo do Valladolid foi apresentado na segunda-feira, com mudanças que foram feitas a partir de consulta, inclusive, a historiadores, de acordo com comunicado emitido na ocasião.

A carta de Ronaldo foi enviada aos sócios no mesmo dia da apresentação do escudo.

O símbolo do recém-ascendido à primeira divisão do Campeonato Espanhol perdeu os louros que cercavam o emblema dividido ao meio entre listras roxo e branca e chamas amarelas no fundo vermelho, além da coroa.

No dia de seu 94º aniversário, o Valladolid divulgou que a marca é "reflexo de uma nova era".

"Para criar o novo escudo, respeitamos nossa essência, com um olhar para o passado, inspirado em 1928, mas desenvolvendo uma versão que evolui nosso design, de maneira que nos ajuda a levar o Real Valladolid em direção ao futuro", garantiu Ronaldo, em referência ao ano de fundação do clube. EFE