EFETóquio

Uma das grandes favoritas a ganhar a medalha de ouro nos Jogos de Tóquio, a seleção espanhola de futebol é a mais valiosa entre as que vão disputar o torneio olímpico - com elenco avaliado em 563 milhões de euros (cerca de R$ 3,5 bilhões) - e a que tem o jogador mais caro: Pedri, do Barcelona, com valor de mercado de 80 milhões de euros (cerca de R$ 494 milhões), segundo um estudo realizado pelo site especializado Transfermarkt.

Atual campeã olímpica, a seleção brasileira está em segundo lugar no ranking do estudo, com elenco avaliado em 363,7 milhões de euros (cerca de R$ 2,25 bilhões). Alemanha (128,2 milhões de euros), Argentina (128,1 milhões) e França (121,5 milhões) completam os cinco primeiros lugares.

A presença de vários jogadores com histórico na elite do futebol mundial, entre eles Pedri, de 18 anos, pesou para a Espanha ficar à frente. Eleito a revelação da última Eurocopa, o valor de mercado do meia aumentou em 10 milhões de euros, para 80 milhões.

Mikel Oyarzabal, de 24 anos e da Real Sociedad, é o segundo mais valioso do elenco espanhol (70 milhões de euros), e o terceiro é Dani Olmo, do RB Leipzig.

Entre os brasileiros, o estudo apontou Richarlison, do Everton, como o mais valioso (55 milhões de euros), seguido por Diego Carlos, do Sevilla (45 milhões), e Douglas Luiz, do Aston Villa (35 milhões).