EFERedação Central

A Fifa confirmou o cronograma para o processo de seleção das cidades-sede da Copa do Mundo de 2026 no Canadá, no México e nos Estados Unidos, que prevê reuniões virtuais com os administradores dos estádios a partir de fevereiro, visitas presenciais no final de julho e a eleição no último trimestre deste ano.

Embora as datas estejam sujeitas às restrições impostas pela pandemia do coronavírus, a federação internacional forneceu mais informações sobre o cronograma deste ano para as 23 cidades concorrentes.

Após a fase de compartilhamento de informações do ano passado, a Fifa e as confederações anfitriãs planejam organizar reuniões virtuais com os administradores de cada um dos estádios para discutir questões de infraestrutura.

A partir de abril de 2021, a entidade máxima do futebol mundial e as associações anfitriãs iniciarão discussões virtuais individuais sobre tópicos específicos com as cidades candidatas.

A intenção é iniciar as visitas no início de julho, mas estas só acontecerão se as condições de saúde e segurança nos países anfitriões forem adequadas para isso. "A instituição segue as recomendações das autoridades sanitárias em relação à pandemia", afirmou a Fifa referindo-se a si mesma.

Se as visitas puderem ser feitas, a previsão é de que o Conselho da federação internacional decida as cidades-sede a partir de outubro.

"A Fifa acredita que, embora os estádios sejam essenciais para o sucesso da realização da Copa do Mundo, é de suma importância fornecer infraestrutura e serviços essenciais (tanto esportivos quanto gerais) e desenvolver o potencial comercial de cada cidade-sede, bem como questões relacionadas à sustentabilidade, aos direitos humanos e ao legado do evento", destacou a entidade em comunicado.

A Copa de 2026 será a primeira a contar com 48 seleções e a primeira em três países. Edmonton, Montreal e Toronto, no Canadá; Guadalajara, Cidade do México e Monterrey, no México; e Atlanta, San Francisco Bay, Baltimore, Boston, Cincinnati, Dallas, Denver, Filadélfia, Houston, Kansas City, Los Angeles, Miami, Nashville, Nova York/Nova Jersey, Orlando, Seattle e Washington, nos EUA, são as 23 cidades candidatas.