EFEMadri

O ex-jogador português Luis Figo negou nesta quinta-feira as afirmações feitas pelo brasileiro Roberto Carlos, antigo companheiro de Real Madrid, que falou que os chamados "Galáticos" derrubaram técnicos do clube.

"É um grande amigo meu, mas não compartilho do que ele disse, porque o que vivi, não foi isso", disse o luso, durante evento de moda realizado em Madri, na Espanha.

"Ele tem que assumir as declarações. Eu assumo as minhas", disse o português.

Em entrevista concedida em Portugal, ao programa do "Canal 11" apresentado pelo ex-goleiro Vítor Baía, Roberto Carlos contou histórias do vestiário do Real, relacionadas as saídas de Vanderlei Luxemburgo e José Antonio Camacho, ambos por pressão do elenco.

O brasileiro, inclusive falou que às segundas-feira e em algumas terças-feiras, não havia atividades pela manhã, por vontade dos jogadores, algo que Figo não confirmou.

"Eu não me lembro de treinar com Vicente del Bosque pela tarde", disse Figo.