EFECaracas

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, parabenizou nesta sexta-feira a nova diretoria da Federação Venezuelana de Futebol (FVF) em seus primeiros cem dias de trabalho e garantiu que o futuro do futebol venezuelano será "espetacular".

"Jorge (Giménez) e a sua equipe estão fazendo um trabalho fenomenal e estamos aqui para falar sobre o que mais podemos fazer juntos. Com o talento que ele tem e com o trabalho desta nova gestão, não há dúvidas de que o futuro da Venezuela vai ser espectacular", disse o dirigente em entrevista coletiva no Estádio Olímpico da Universidade Central da Venezuela (UCV).

Infantino disse estar "muito ansioso" para continuar a trabalhar com a diretoria da FVF para promover o futebol venezuelano ao "mais alto nível", tanto masculino como feminino, "o que é muito importante".

O mandatário da FVF, Jorge Giménez, descreveu a visita de Infantino como um "impulso" à sua gestão de cem dias, e um dos projetos em que pretende trabalhar com a Fifa é a construção de um centro esportivo em Caracas.

"É importante que a capital tenha um local esportivo e estes são projetos de que já estamos falando com a Fida. Tenho certeza de que vamos avançar", comentou.

Giménez disse também que a visita de Infantino à Venezuela é "um dia para ser celebrado".

"Estou convicto que este é o caminho certo, demonstrando transparência, que as coisas podem ser bem feitas, a fim de alcançar os resultados desportivos que todos nós queremos e esperamos", argumentou.

Quando questionado sobre o trabalho do técnico interino Leonardo González, Giménez disse que a diretoria está muito satisfeita e que ele faz a entidade "sonhar em alguns momentos". No entanto, não quis dizer se González será efetivado no comando da seleção venezuelana, mas prometeu que haverá anúncios nos "próximos dias".

Gonzalez assumiu interinamente a seleção nacional após a demissão do técnico português José Peseiro, que ficou mais de um ano sem salário. EFE