EFESão Paulo

O capitão da seleção brasileira, Daniel Alves, o zagueiro Thiago Silva e o volante Casemiro concordaram em afirmar que após as dificuldades iniciais para derrotar a Bolívia, nesta sexta-feira, na abertura da Copa América, a equipe jogará com mais fluidez ofensiva.

Dani Alves admitiu que a seleção terá que "fazer ajustes" para melhorar a precisão no volume de jogo ofensivo após o jogo disputado no Morumbi, vencido por 3 a 0, onde na saída para o intervalo, os torcedores vaiaram a má apresentação no primeiro tempo.

Nascido no estado da Bahia, o lateral-direito mostrou satisfação com o fato da segunda partida pelo grupo A, contra a Venezuela, aconteça em Salvador, cujos torcedores tendem a ser mais generosos no apoio à seleção.

Já Thiago Silva acredita que o Brasil será mais agressivo com o passar das partidas. Ele definiu a Venezuela como um "rival difícil e perigoso".

"Nos últimos tempos venceram da Argentina", lembrou o jogador do Paris Saint-Germain.

Casemiro considera que a partida da próxima terça-feira, na Arena Fonte Nova. será mais difícil do que este confronto com os bolivianos.