EFELondres

A Agência de Segurança Sanitária do Reino Unido (UKHA, pela sigla em inglês) suspendeu nesta sexta-feira as atividades de um laboratório na Inglaterra, após a detecção de erros na emissão de resultados negativos em aproximadamente 43 mil testes de covid-19.

De acordo com o órgão, foi fechado uma unidade clínica controlada pela empresa Immensa Health Clinic, localizada na cidade de Wolverhampton, na região central da Inglaterra.

Foi constatado que 43 mil pessoas acabaram sendo informadas de que tinham dado negativo em teste PCR para o novo coronavírus, quando o resultado havia sido positivo em exame de antígenos.

Os procedimentos são de amostras processadas entre 8 de setembro e 12 de outubro, sendo procedentes, principalmente, da região sudoeste da Inglaterra, conforme anunciou a UKHA.

A Agência de Segurança Sanitária garantiu que se trata de "um incidente isolado, atribuído a um único laboratório" e ainda aponta que os resultados de testes analisados pela empresa "são pequenos, dentro de uma rede mais ampla", já que todos os laboratórios do país processam quase um 1 milhão de testes PCR por dia.

Nas últimas semanas, os resultados positivos para covid-19 aumentaram no Reino Unido, com a detecção de mais de 45 mil entre quarta e quinta-feira, o que representa 13% de aumento na comparação com a semana anterior.

Além disso, foram notificaras 157 mortes no período, o que indica uma alta de 9%. EFE