EFEParis

O brasileiro Leonardo, diretor esportivo do Paris Saint-Germain, disse, em entrevista veiculada nesta terça-feira, que está confiante na permanência do atacante francês Kylian Mbappé após junho de 2022, quando acaba o vínculo contratual do jogador.

"Mbappé representa a diferença entre o superficial e o profundo. Não vejo Kylian indo embora no fim da temporada. A relação de Kylian com o PSG é profunda. Não vejo outra coisa, e ninguém aqui vê o futuro sem ele", disse o dirigente à emissora local "Canal+".

Alvo do Real Madrid, o atacante não aceitou nenhuma proposta de renovação feita pelo Paris Saint-Germain, embora tenham sido colocadas na mesa ofertas de salários no patamar dos jogadores mais bem pagos do planeta.

Leonardo, por sua vez, criticou a equipe da capital espanhola, pelo assédio ao jovem, primeiro com uma proposta de 160 milhões de euros (R$ 988,4 milhões). O brasileiro, no entanto, negou que tenha sido feita nova oferta formal.

"Não gostamos do comportamento do Madrid. Chegar na última semana da janela de transferências, começar uma negociação por um dos melhores jogadores do mundo", disse o dirigente.

Na entrevista, Leonardo explicou que o montante apresentado pelo clube espanhol por Mbappé não era suficiente, pois não cobria os 180 milhões de euros pagos pelo PSG em 2017 ao Monaco.

"Já uma última oferta nunca chegou", garantiu.

Mbappé já iniciou a quinta temporada como jogador do PSG, agora tendo como companheiro, entre outros, o argentino Lionel Messi. O francês tem contrato com a equipe até 30 de junho de 2022, podendo, em janeiro, assinar um pré contrato para vestir outra camisa. EFE

lmpg/bg