EFEParis

O brasileiro Leonardo, diretor-esportivo do Paris Saint-Germain, disparou contra o Real Madrid nesta terça-feira, após declarações do presidente do clube, Florentino Pérez, do atacante Karim Benzema e do técnico Carlo Ancelotti, sobre Kylian Mbappé.

"Em uma mesma semana, um jogador do Real Madrid, o treinador e agora o presidente falam de Kylian como se fosse um jogador deles. É uma falta de respeito que não podemos tolerar", disse Leonardo, em entrevista ao jornal esportivo "L'Équipe".

O brasileiro respondeu assim às declarações de Pérez, que afirmou ao jornal espanhol "El Debate" que, em janeiro, "haverá notícias sobre Mbappé". Em seguida, o diretor-esportivo do PSG garantiu à uma rádio francesa que a manifestação deixou indignado o presidente do clube, Nasser Al-Khelaifi.

"Isso já dura dois anos. Lembro que a janela de transferências se fechou. Há jogos para serem disputados, e o Real Madrid não pode se comportar assim. Que parem de uma vez. Kylian é jogador do PSG, e o clube pretende que essa relação se prolongue", afirmou Leonardo.

Ontem, o atacante francês quebrou o silêncio e admitiu que pediu para ser negociado, mas que aceitou a vontade do Paris Saint-Germain de não aceitar propostas, como a supostamente feita pelo Real Madrid, que teria chegado a 200 milhões de euros (R$ 1,26 bilhão).

O jovem jogador tem contrato até 30 de junho de 2022 com a equipe da capital francesa. Com isso, a partir de janeiro deste ano, ele poderia acertar com outro clube, sem que fosse pago algum valor em troca. EFE