EFEBarcelona

Em um clássico com poucas chances de gol mais claras, Barcelona e Real Madrid empataram em 1 a 1 nesta quarta-feira, no estádio Camp Nou, em jogo de ida pelas semifinais da Copa do Rei, resultado que dá ligeira vantagem ao time da capital espanhola, que jogará pelo 0 a 0 em casa para ir à decisão.

O Real saiu à frente na primeira etapa, com gol de Lucas Vázquez, e o Barça obteve a igualdade depois do intervalo, graças a Malcom, que foi titular do time anfitrião e conferiu em rebote de finalização de Luis Suárez.

Dessa forma, os 'Blancos' terão a vantagem do empate com placar em branco daqui a uma semana, no Santiago Bernabéu, para estarem na final pela primeira vez desde o título de 2014. Uma igualdade em dois ou mais gols beneficiará os 'Blaugranas', que almejam o pentacampeonato. O outro finalista sairá do duelo entre Betis e Sevilla.

Os dois técnicos costumam poupar jogadores na Copa do Rei, mas, por ter se tratado de 'El Clásico', escalaram boa parte dos titulares. No Barcelona, a grande ausência entre os titulares foi a de Messi, que entrou apenas no segundo tempo, em lugar de Philippe Coutinho. O jogador revelado pelo Vasco começou jogando, assim como o volante Arthur e Malcom.

No Real, Vinícius Júnior esteve na formação inicial pela décima partida consecutiva e teve sua primeira vez contra o principal rival. Outro a ter aparecido no time foi Marcelo, que vem sendo preterido no Campeonato Espanhol, enquanto Casemiro foi reserva e substituiu Llorente no decorrer do confronto.

A equipe visitante começou atacando mais e deu o primeiro recado aos quatro minutos de bola rolando, com Kroos, que recebeu de Vinícius Júnior e arriscou de fora da área para boa defesa de Ter Stegen. Logo em seguida, aos seis, Vinícius fez a inversão, Benzema dominou e preparou para Vázquez chutar e abrir o placar.

Mesmo em vantagem, o atual tricampeão europeu continuou dominando, embora sem criar muito. Aos 22, Benzema abriu para Vinícius Júnior, que cruzou de primeira. De carrinho, Kroos mandou pela linha de fundo.

O Barça passou a inverter a situação e ater o controle das ações a partir dos 30 do primeiro tempo. Aos 31, Malcom bateu falta, Rakitic cabeceou e acertou a trave. Quatro minutos depois, o atacante brasileiro deu para Suárez, que soltou a bomba e parou em Navas, titular na Copa do Rei, enquanto Courtois joga no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões.

A segunda etapa teve um início amarrado e de muitos erros. Até que aos 13 minutos Alba recebeu nas costas da defesa, dividiu com Navas, e a bola sobrou para Suárez. O uruguaio carimbou a trave com um bonito chute e Malcom deixou tudo igual no rebote.

Pouco depois, aos 18, os treinadores mandaram a campo a melhor peça que tinham no banco. Messi substituiu um apagado Coutinho no Barça, e Bale entrou na vaga de um esforçado e atuante Vinícius Júnior, que não são se intimidou na primeira visita ao Camp Nou, mas passou em branco.

A expectativa após as trocas era de um jogo mais aberto e dinâmico, mas não foi o que aconteceu. Ao contrário, as chances se tornaram mais escassas. Quem esteve mais perto do desempate foi a equipe madrilenha, aos 36 minutos, quando Ter Stegen falhou ao cortar o cruzamento e presenteou Benzema. O francês deu para Bale, que driblou Semedo, mas demorou a definir e foi bloqueado pelo lateral português.

Ficha técnica:.

Barcelona: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet, Jordi Alba; Busquets, Arthur e Rakitic (Vidal); Malcom (Aleñá), Philippe Coutinho (Messi) e Suárez. Técnico: Ernesto Valverde.

Real Madrid: Navas; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Marcelo; Llorente (Casemiro), Kroos e Modric; Vázquez (Asensio), Vinícius Júnior (Bale) e Benzema. Técnico: Santiago Solari.

Árbitro: Antonio Mateu Lahoz, auxiliado por Pau Cebrián Devís e Iker De Francisco Grijalba.

Cartões amarelos: Semedo, Suárez, Alba e Vidal (Barcelona); Sergio Ramos e Marcelo (Real Madrid).

Gols: Malcom (Barcelona); Vázquez (Real Madrid).

Estádio: Camp Nou, em Barcelona.