EFEMadri

A escritora brasileira Nélida Piñon depositou uma ampla coleção de livros, fotografias e objetos pessoais e familiares que resumem a sua premiada trajetória na Caja de las Letras, um cofre do Instituto Cervantes que guarda o legado de diversas celebridades do cinema, arte, música, dança, teatro e ciência.

Esta é a primeira vez uma autora de linha portuguesa entra neste espaço da sede do Instituto Cervantes, que a partir de desta quarta-feira adquire "uma dimensão ibero-americana", segundo o diretor da instituição, Luis García Montero.