EFEParis

O príncipe Albert II de Mônaco, que deu positivo para o novo coronavírus na semana passada, segue em isolamento em estado de saúde considerado não preocupante, segundo o gabinete do monarca divulgou nesta quinta-feira.

O chefe de Estado está nas dependências da residência oficial e é acompanhado por equipe médica.

"Apesar deste isolamento forçado, ele segue trabalhando em seu escritório e está em contato permanente com os integrantes do gabinete, do governo e com colaboradores mais próximos", diz comunicado enviado para a imprensa.

Albert II, de 62 anos, vem sendo cuidado por especialistas do Hospital Princesa Gracie. De acordo com a nota, a equipe "não tem nenhuma preocupação sobre a evolução do seu estado de saúde"

A notícia da infecção pelo novo coronavírus do príncipe aconteceu na última quinta-feira. O monarca foi o primeiro chefe de Estado a ser infectado, em território que já teve 31 casos confirmados.

Desde domingo, Mônaco convive com toque de recolher noturno, com exceções apenas para equipes de saúde, integrantes de forças de segurança e casos justificados. Os deslocamentos durante o dia também foram limitados, com por exemplo, para ir à supermercados e farmácias.