EFEGuillermo Ximenis, Londres

A família real britânica comemorou neste sábado o 93º aniversário da rainha Elizabeth II com um fastuoso desfile militar no centro de Londres que foi prestigiado por milhares de cidadãos.

Embora Elizabeth II tenha completado 93 anos no último dia 21 de abril, a soberana mantém o costume de programar os festejos oficiais para o início de junho, quando o clima costuma ser mais agradável no Reino Unido.

A duquesa de Sussex, Meghan, reapareceu em um ato público ao lado do príncipe Harry após o nascimento do seu primeiro filho, Archie, no último dia 6 de maio, e atraiu boa parte da atenção no tradicional Trooping the Colour, o desfile anual que lembra o aniversário do monarca britânico há mais de 250 anos.

O herdeiro do trono, Charles, e sua esposa Camilla, duquesa da Cornualha, também estiveram presentes na celebração, assim como o príncipe William com sua esposa Kate, duquesa de Cambridge.

No início do desfile, centenas de soldados com uniforme de gala se alinharam na esplanada Horse Guard Parade, nas imediações do palácio de Buckingham, onde a rainha passou as tropas em revista.

O primeiro regimento de Guardas Granadeiros, um corpo de soldados de infantaria, foi o encarregado nesta ocasião de liderar o desfile levando sua bandeira cerimonial.

Cada um dos mais de 1.400 soldados que marcharam neste sábado pela avenida The Mall da capital britânica percorreu mais de 400 quilômetros em passo de desfile como parte do seu treinamento, segundo os cálculos divulgados pelo exército.

A rainha chegou ao evento a bordo de uma carruagem, seguida a cavalo pelo príncipe Charles, o duque de Cambridge, a princesa real, Ana, e o duque de York.

Harry, Meghan, Kate e Camilla, por sua parte, dividiram outra carruagem, enquanto o duque de Edimburgo, marido da rainha e retirado dos atos públicos, não participou das celebrações.

Entre os convidados estava a primeira-ministra britânica, Theresa May, que formalizou ontem sua renúncia como líder do Partido Conservador, mas que manterá as funções de chefe de governo até que a legenda designe seu sucessor no final de julho.

Ao final do desfile, os membros da família real retornaram ao palácio de Buckingham, residência oficial da soberana em Londres, para contemplar da varanda uma exibição da Real Força Aérea Britânica (RAF).

O príncipe Louis, de 13 meses de idade, nos braços do seu pai, William, roubou todos os olhares ao aparecer pela primeira vez nos festejos oficiais do aniversário real.

Mais de 20 aeronaves sobrevoaram em diversas formações a capital britânica, desde modernos caças de combate a aviões históricos da Segunda Guerra Mundial.

A exibição militar aconteceu poucos dias depois das comemorações oficiais no Reino Unido e na França do 75º aniversário do Desembarque de Normandia, conhecido como Dia D, das quais a rainha Elizabeth II também participou.

As 41 salvas de canhão lançadas por um regimento de artilharia no Green Park foram a parte final da jornada de celebrações em honra da monarca britânica.

Como é tradicional, os eventos do aniversário de Elizabeth II vieram acompanhados por uma longa lista de novas condecorações concedidas pela soberana.

Entre os mais de 1.000 condecorados, a atriz britânica Olivia Colman, ganhadora de um Oscar, foi nomeada comendadeira da Ordem do Império Britânico, enquanto o aventureiro e apresentador de televisão Bear Grylls se tornou oficial da Ordem do Império Britânico.

A escultora Rachel Whiteread, a diretora da Confederação da Indústria Britânica (CBI), Caroly Fairbairn, e o ator Simon Russell, também receberam títulos de honra.

Além disso, os chefes dos serviços secretos MI5 (segurança nacional) e MI6 (operações internacionais), Andrew Parker e Alex Younger, respectivamente, foram ambos nomeados cavaleiros da Ordem do Império Britânico.