EFEMoscou

A figura do ditador soviético Josef Stalin é vista positivamente por mais da metade dos russos, o que representa a melhor avalição nos últimos 20 anos, segundo uma pesquisa divulgada nesta terça-feira pelo Centro Levada.

Segundo a pesquisa, realizada entre 21 e 27 de março, 51% dos entrevistados veem Stalin positivamente, dos quais 41% sentem respeito, 6% simpatia e 4% admiração.

Isso apesar de a máquina de repressão stalinista ter matado durante o Grande Terror (1936-1938) cerca de 725 mil pessoas em toda a URSS. Apenas na capital, foram mais de 30 mil pessoas, segundo a organização de direitos humanos Memorial.

Os expurgos stalinistas arruinaram a vida de milhares de pessoas inocentes, tachadas da noite para o dia de inimigos do povo.

No entanto, a pesquisa mostra que mais de dois terços dos russos (70%) estão convencidos que Stalin teve um papel positivo na história do país e só 19% opinaram o contrário.

Além disso, 46% dos participantes da pesquisa consideram justificadas as vítimas do período stalinista, enquanto 45% afirmam que não têm justificativa alguma.

Em seu site, o Centro Levada ressalta o aumento que registra nos últimos anos o percentual de russos que de fato justificam os crimes do stalinismo, já que em 2008 era de 27%.