EFERoma

Jogador da Roma por 25 anos, o ex-meia Francesco Totti, que se aposentou ao final da última temporada, confirmou nesta segunda-feira que continuará no clube da capital italiana em uma nova função, como diretor técnico.

"Terminou a primeira parte da minha vida de jogador e agora começará outra mais importante como diretor. Desejo que eu possa fazer o que fiz no campo durante muitos anos", afirmou o ídolo italiano em entrevista exclusiva ao site da Roma.

O ex-atleta disse que ainda não sabe qual a função exercerá e destacou que, por enquanto trabalhará em vários âmbitos, desde as equipes de base até como braço direito do presidente do clube, o americano James Pallotta.

"Tomei um tempo para pensar, e isso me ajudará a entrar com serenidade neste clube e entender em que atividade me encontro melhor. Estarei à disposição. Precisarei de seis meses, um ano ou dois, não sei (para definir o melhor cargo)", declarou.

Totti afirmou também que teve uma conversa positiva com o novo diretor esportivo da Roma, o espanhol Monchi, e salientou o desejo de ser útil para o clube.

O anúncio de Totti pôs fim a várias semanas de especulações sobre seu futuro, já que o ídolo 'giallorosso' ainda não tinha deixado claro se continuaria jogando por outro clube ou continuaria no clube italiano em outro cargo.