EFENova York (EUA.)

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, saiu pela primeira vez em 25 anos, da lista com as 400 maiores fortunas do mundo, que é feita pela revista americana "Forbes".

A fortuna do empresário é calculada em US$ 2,5 bilhões (R$ 13,5 bilhões), valor semelhante ao da edição de 2020 do ranking, em que Trump apareceu na 339ª colocação.

Neste ano, no entanto, os principais negócios do ex-presidente, focados no setor imobiliário, estagnaram, frente ao impulso dos setores de transação com criptomoedas e tecnológico, em que ele está ausente.

Em comparação com os valores anteriores à pandemia da covid-19, a fortuna de Trump caiu US$ 600 milhões (R$ 3,2 bilhões), o que a "Forbes" atribuiu às decisões do empresário de não diversificar os investimentos, como ele foi aconselhado em 2016, ao chegar à Casa Branca.

Em comunicado, a publicação incluiu um gráfico com a evolução da fortuna de Trump desde 1996, ano em que foi registrada a maior alta e o colocou próximo aos 100 mais ricos do mundo. Entre altos e baixos, a riqueza do magnata se manteve estável entre 2000 e 2015, para depois apresentar queda.

Durante o período na presidência dos EUA, a fortuna de Trump não deixou de cair, mas aconteceu a saída do grupo dos 200 mais ricos do planeta, em 2016, em seguida, da lista dos 300, em 2020, para, nesta edição, ele ter deixado a dos 400.

Até o momento, o ex-presidente não se pronunciou sobre a lista da "Forbes", através de comunicado, o que vem fazendo, já que está com contas suspensas no Twitter e no Facebook. EFE