EFEJidá (Arabia Saudita)

O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, elogiou a atitude do meia Federico Valverde, que foi expulso nos minutos finais da prorrogação da final da Supercopa da Espanha neste domingo, ao derrubar Álvaro Morata por trás na entrada da área para evitar um possível gol do Atlético de Madrid.

"Ele fez bem, tinha que fazer aquela falta. 'Fede' ganhou o troféu de melhor jogador do torneio, mas ele sabe que esse troféu é um troféu de todos, que dão tudo em campo. É merecido para ele e para todos que jogaram", comentou o treinador francês.

Após um empate sem gols no tempo regulamentar e uma prorrogação emocionante, o Real Madrid venceu o Atlético de Madrid por 4 a 1 na disputa de pênaltis em Jidá, na Arábia Saudita. Este é o 11º título da Supercopa da Espanha para o Real Madrid.

"Viemos para conquistar esse troféu. Trabalhamos muito, foi uma grande final, com um rival que jogou muito bem. Temos que parabenizar todos os jogadores, inclusive os que não jogaram e participaram dos treinos. A gente acreditou na vitória até o final", analisou.

Na opinião de Zidane, a partida contra o Atlético foi mais difícil do que o duelo com o Valencia, nas semifinais, quando o Real venceu por 3 a 1 e se classificou para a decisão.

"Esta partida foi mais difícil. Sabíamos que seria sofrida. Para uma boa final é necessário ter duas boas equipes, e foi isso o que vimos em campo. Tivemos muitas chances de gol, e eles também", declarou.

O técnico também ressaltou o desempenho do goleiro Thibaut Courtois, que defendeu uma cobrança na disputa de pênaltis, e o preparador de goleiros Roberto Vázquez.

"O mérito é deles. Tanto pela partida como pela disputa de pênaltis. Ele (Courtois) treina pênaltis com o Roberto, não comigo", enalteceu. EFE

apa/vnm