EFEWashington

O Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, decidiu nesta quarta-feira manter o atual patamar da taxa de juros do país, entre 2,25% e 2,5%, apesar das críticas do presidente Donald Trump.

O Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed disse em comunicado, após o fim de uma reunião de dois dias, que será "paciente" antes de adotar novas mudanças nas taxas de juros e destacou que a inflação está abaixo dos 2%, dentro da meta prevista pelo órgão.

"Seremos pacientes na hora de determinar quais podem ser os ajustes futuros da categoria de taxas de juros federais, apropriados para respaldar os objetivos de maximizar os empregos e a estabilidade dos preços", indicou o Fed no comunicado.

A decisão de não modificar as taxas de juros foi unânime.

Os últimos indicadores econômicos destacaram que a economia americana vive um bom momento, com um ritmo de crescimento de 3,2% no primeiro trimestre deste ano.

Apesar do panorama positivo, o Fed tem enfrentado uma série de ataques da Casa Branca, com contínuas exigências de Trump para que as taxas de juros sejam reduzidas no país, favorecendo assim o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).

A próxima reunião do Fed está marcada para entre os dias 18 e 19 de junho. EFE

afs/lvl/rsd