EFEPequim

O Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (BAII) anunciou nesta segunda-feira a entrada de quatro novos países, entre eles o Uruguai, o que eleva para 97 o número total de Estados filiados à instituição financeira, da qual o Brasil também faz parte.

Em comunicado publicado em seu site, a instituição deu também as boas-vindas à Costa do Marfim, Guiné e Tunísia. De acordo com o vice-presidente do BAII, Danny Alexander, é preciso comemorar "o crescimento de adesões na África e na América Latina, porque demonstra a importância que esses países dão para a melhoria na infraestrutura e nas conexões com a Ásia".

O BAII, iniciativa financeira internacional patrocinada pela China para a construção de projetos de transporte e telecomunicações na Ásia e em outras regiões do mundo, contava com 57 membros quando foi inaugurada oficialmente em janeiro de 2016, dois anos depois que o acordo para sua criação foi firmado.

Para formalizar a entrada no BAII, os quatro novos países terão que ratificar o acordo em seus parlamentos e destinar um volume de capital para a compra de ativos da instituição financeira.

O banco iniciou oficialmente suas atividades em outubro de 2014 e tem entre seus membros Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Rússia, Itália e Coreia do Sul, mas também conta com ausências de destaque como Estados Unidos e Japão.

Na América Latina, Argentina, Brasil, Chile, Equador, Peru, Venezuela e Bolívia são membros do BAII, aos quais agora se junta o Uruguai.