EFEMadri

Mais de 10 mil organizações e sindicatos de 20 países lançaram nesta terça-feira a campanha "The Time Is Now" para exigir dos governos um acordo sobre o Imposto às Transações Financeiras (ITF) ou "Taxa Robin Hood", no Conselho de Assuntos Econômicos e Financeiros da UE (Ecofin) de junho.

Estes coletivos pedem aos governos que "não cedam perante a pressão do setor financeiro" e que cheguem "a um acordo histórico" sobre um imposto que está sendo negociado desde 2011 e que ajudará a lutar contra a pobreza e os estragos da mudança climática, segundo o comunicado publicado hoje.

"O ITF é um imposto justo que obrigará o pagamento de impostos por parte daqueles que foram responsáveis pela crise, e também ajudará a evitar a especulação", diz a nota.

O comunicado foi assinado pela Aliança Espanhola pela Taxa Robin Hood e pela Plataforma "ITF JÁ!, Paraísos Fiscais, NÃO", que englobam, entre outras, as organizações Oxfam Intermon, Ajuda em Ação, Médicos do Mundo, Greenpeace, e os sindicatos espanhóis UGT e CCOO.

A nova campanha conta com o apoio de personalidades europeias.

As organizações signatárias também criaram uma site na qual os cidadãos podem mostrar apoio ao imposto, e enviaram uma carta conjunta aos chefes do governo dos dez países europeus que fazem parte das negociações para pedir um acordo no próximo Ecofin de 17 de junho.