EFEXangai (China)

Representantes dos Estados Unidos e da China iniciaram nesta quarta-feira, em Pequim, uma nova rodada de negociações para tentar encerrar com a guerra comercial entre os dois países, um encontro onde buscarão finalizar os detalhes de um possível acordo.

Segundo fontes relacionadas com a organização do evento confirmaram à Agência Efe, a delegação americana, liderada pelo secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, chegou ontem à China e hoje começaram as mesas de diálogo.

Em declarações feitas na última sexta-feira aos veículos de imprensa americanos, Mnuchin afirmou que durante estes dias esperam por "avanços substanciais" nas conversas que terão continuidade na próxima semana, em Washington, e após o qual se espera que haja um acordo definitivo entre as duas grandes potências econômicas.

Em um ato público realizado há poucos dias nos EUA, Mnuchin reconheceu que as negociações estão "chegando ao fim", uma postura que também compartilhada publicamente pelo presidente americano, Donald Trump.

Em nome da China, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang, reiterou nesta semana que foram feitos progressos substanciais e que o trabalho continuará "para conseguir um acordo benéfico para as duas partes".

As negociações iniciadas hoje na China terão uma segunda parte a partir do próximo dia 8 nos Estados Unidos, onde viajará uma delegação liderada pelo vice-primeiro-ministro, Liu He.