EFENur-Sultan

Coreia do Sul e Cazaquistão assinaram nesta segunda-feira uma série de acordos bilaterais para o investimento sul-coreano de US$ 3,2 bilhões no país centro-asiático.

Os acordos, assinados durante o fórum empresarial bilateral realizado em Nur-Sultan, a capital cazaque, contemplam o desenvolvimento de tecnologias digitais, de infraestrutura e medicina.

Todos os projetos serão realizados dentro do programa de cooperação bilateral "Ar fresco".

"Sabemos que o Cazaquistão se prepara para dar um salto nas tecnologias digitais. E a Coreia do Sul, país que lidera a indústria de processamento e se prepara para a quarta revolução industrial, pode se transformar em um parceiro confiável do Cazaquistão nesse sentido", afirmou o presidente sul-coreano Moon Jae-in.

O presidente sul-coreano, que faz sua primeira visita oficial a Nur-Sultan, acrescentou que o Cazaquistão é o país da Ásia Central com maior crescimento e grandes reservas de matérias-primas.

Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia cazaque cresceu 4,1% no ano passado, mas para 2019 está prevista uma desaceleração, com um crescimento de 3,2%.

Moon Jae-in chegou ontem ao Cazaquistão, o terceiro país no roteiro de sua excursão pela Ásia Central, após visitar Turcomenistão e Uzbequistão.

Por sua vez, o presidente cazaque, Kassym-Jomart Tokayev, afirmou que seu país se encontra entre os que recebem mais investimentos sul-coreanos.

"O valor do intercâmbio comercial no fim de 2018 bateu o recorde de US$ 4 bilhões. Isto é mais que o dobro do valor de 2017. Só o fluxo dos investimentos diretos da Coreia do Sul e do Cazaquistão foi de US$ 7 bilhões", comentou Tokayev.

O presidente cazaque citou entre os maiores projetos a construção do anel rodoviário da cidade de Almaty, que conta com a participação de companhias coreanas.

Tokayev afirmou que a Coreia do Sul está entre os 10 países com maior nível de cooperação comercial, tecnológica e de investimentos com o Cazaquistão.

As partes fecharam acordo para a criação de um centro de tecnologia de informática cazaque-sul-coreano em Nur-Sultan.

Nesta terça-feira, Moon Jae-in visitará Almaty, onde se reunirá com a diáspora coreana, que vive no Cazaquistão desde antes da Segunda Guerra Mundial, após ser deslocada à força para o país centro-asiático.