EFETóquio

O grupo Toyota anunciou nesta quarta-feira que vai adiar a reabertura de suas fábricas na China por mais alguns dias e alertou que no próximo dia 10 de fevereiro, revisará a situação para ver quando suas operações serão retomadas naquele país.

As 12 fábricas que a Toyota possui na China estão atualmente fechadas devido às festividades do Ano Novo chinês, e estavam programadas para retomar suas operações no início de fevereiro.

No entanto, uma porta-voz da empresa disse à Agência Efe que, devido a "vários fatores, incluindo as diretrizes dos governos locais e regionais", as operações serão suspensas até pelo menos o dia 9 de fevereiro.

A medida é conhecida em meio ao surto do coronavírus que ocorreu na cidade de Wuhan e que envolveu a interrupção das atividades de algumas empresas do Japão que operam na China e a repatriação de centenas de japoneses residentes naquele país.

A porta-voz não citou expressamente o caso do surto de coronavírus, mas observou que, além dos motivos expostos, a decisão de adiar a reabertura das operações leva em consideração o fornecimento de peças para suas fábricas na China.

Atualmente, a Toyota possui 12 fábricas na China, quatro fábricas de montagem e oito que produzem peças ou componentes para veículos. Todos permanecerão com suas operações suspensas até que a situação seja revisada em 10 de fevereiro.

O anúncio da Toyota se soma à decisão da Honda de adiar também a reabertura das operações de suas fábricas de motocicletas na China, que estavam programadas para retomar a produção após o encerramento do feriado de Ano Novo. EFE

ag/phg