EFESydney (Austrália)

A companhia aérea Virgin Australia anunciou nesta quarta-feira (data local) que vai suspender 90% dos seus voos domésticos e demitir temporariamente 8 mil dos seus 10 mil funcionários, devido ao impacto da pandemia do novo coronavírus no setor.

Os voos domésticos restantes serão limitados à prestação de serviços essenciais, enquanto a companhia também cancelará todos os voos da sua subsidiária de baixo custo Tigerair Australia, de acordo com um comunicado enviado à Bolsa de Valores Australiana (ASX).

A medida anunciada após o fechamento das divisas estaduais para o transporte não essencial dentro da Austrália significa que 125 aeronaves ficarão em solo até meados de junho.

A Virgin Australia e a Qantas Airlines já suspenderam todos os voos internacionais após o fechamento das fronteiras para estrangeiros e a proibição de os australianos deixarem o país, que entrou em vigor nesta quarta-feira.

Na Austrália os casos confirmados de Covid-19 ultrapassaram 2,3 mil, incluindo 8 mortes. A maior parte das infecções tem sido em pessoas que estiveram no exteior, e a maior fonte de infecção é o cruzeiro Ruby Princess, que atracou em Sydney na semana passada com cerca de 2,7 mil passageiros, e aproximadamente 130 deles contraíram o vírus SARS-CoV-2. EFE

wat/dr